Home Para cima

 CENTRAIS HIDROELÉCTRICAS

    A barragem é, por norma, uma obra de grande envergadura que, tem como objectivo principal reter o caudal do rio de modo a formar-se uma albufeira ou, uma bacia de armazenamento.

No que diz respeito à características construtivas, as barragens poderão ser de arco gravidade ou de arco cúpula.

 

 

 

 

 

                 

  Classificação das barragens    

As centrais hidroeléctricas, podem  classificar-se quanto a :

a)     Queda de água útil   

                -    alta queda, h > 250m

            -   media queda, 50 < h < 250m       

            -   baixa queda h < 50m

 

b) Tipo de aproveitamento  

          Centrais de Albufeira  - esvaziamento superior a 100 horas

        Centrais a fio de agua - esvaziamento inferior a 100 horas

Esta classificação é feita de acordo com o "esvaziamento" das respectivas reservas de água, supostas inicialmente completas, admitindo que os caudais que entram são nulos e que a central trabalha constantemente a plena carga.  

c) Serviço desempenhado      

          Centrais de ponta - funcionam para cobrir as necessidades de certas pontas de consumo.

         Centrais de base -  Funcionam de modo continuo (centrais a fio de agua ).

    CENTRAL ELÉCTRICA

 

 

O grupo gerador é constituído pelo conjunto Turbina-alternador que ao receber a energia cinética da água, a grande pressão nas turbinas provoca o movimento de rotação das suas palhetas, que é comunicada ao eixo do alternador. Este transforma a energia mecânica em energia eléctrica.

   

OS VÁRIOS TIPOS DE TURBINAS

  Turbina Pelton - São utilizadas para altas quedas e pequenos caudais.

 

 Turbina Francis -  Possui uma camada de entrada ou voluta que orienta a água na direcção da turbina. São utilizadas em médias quedas.

 

Turbina Kaplan - É utilizada em baixas quedas e grandes caudais. As pás têm uma inclinação regulavel o que permite um bom rendimento.  

 

Home | Para cima